Procedimentos


Minimamente Invasivos

Dermoabrasão

O que é?

Dermoabrasão é um procedimento que refina as camadas superficiais da pele por meio de um método de raspagem cirúrgica. É indicado para melhorar a aparência da pele que sofrer com cicatrizes de acidentes, suavizar rugas faciais superficiais, cicatrizes profundas da acne e também para remover tumores pré-cancerígenos. A técnica pode ser aplicada em pequenas áreas ou em toda a face. Também pode ser feita junto com outros procedimentos, como facelift ou peeling químico.

 

Qual é a indicação?

O procedimento é indicado tanto para homens quanto para mulheres adultas que tenham tecido e músculos saudáveis. O cirurgião especializado é capaz de estudar metas realistas. O tipo da pele, a coloração e o histórico médico podem influenciar no resultado. Se o paciente estiver numa fase ativa da acne, também não é indicado realizar o procedimento. Se a pessoa sofreu queimadura, fez peeling químico recentemente e passou por tratamento de radiação também não é recomendado.

Em pessoas com a pele mais escura, pode ser recomendado um tratamento que não seja químico, principalmente quando for para tratar áreas limitadas do rosto, já que o tratamento de dermoabrasão pode provocar alterações extremas na pele.

 

Riscos e benefícios

Após discutir as opções e metas realistas, o paciente se responsabiliza por decidir se quer conseguir os benefícios que o procedimento pode proporcionar. Também terá que decidir se os riscos são aceitáveis. Todas as opções serão explicadas em detalhes pelo cirurgião plástico e, ao final, o paciente deve assinar um termo de consentimento que assegura total compreensão dos riscos e das metas possíveis. Pode acontecer:

  • Alteração na pigmentação da pele
  • Escurecimento permanente
  • Dor
  • Queimação
  • Surgimento de espinhas
  • Inchaço
  • Formação de queloide

 

 

Importância da consulta médica:

A consulta médica é o momento propício para que todas as dúvidas sejam tiradas, todas as questões sejam expostas e metas realistas sejam traçadas. O sucesso também depende muito da sinceridade do paciente com o seu médico. Não omita nada. O médico vai dar orientações sobre alimentação antes e depois da cirurgia, durante o tempo de cicatrização; vai proibir o fumo por uma ou duas semanas antes da cirurgia e vai dar informações sobre os cuidados com a pele antes do procedimento. É importante também o paciente esclareça todas as dúvidas, inclusive que aborde:

  • O motivo para querer fazer o procedimento, o resultado desejado e as expectativas;
  • Condições de saúde, assim como tratamentos realizados no passado e alergias medicamentosas;
  • Medicamentos que faz uso atualmente, homeopatia, uso de cigarro, de álcool e drogas.
  • Cirurgias já feitas.

 

 

Etapas do Procedimento

Fase 1 – Anestesia

O tratamento de dermoabrasão pode ser realizado sob anestesia local e com sedativo para o paciente relaxar. Se o médico achar necessário, também usar anestesia geral.

Fase 2 – Cirurgia

Durante a cirurgia, o médico raspa a camada superficial da pele que lembra uma escova metálica ou um instrumento com partículas de diamante ligado a um motor. O procedimento pode demorar alguns minutos ou até uma hora e meia, de acordo com a área que será tratada e a profundidade da lesão.

Resultado

Ao fim da cirurgia, é normal que o paciente sinta formigamento, dor e queimação. O cirurgião vai passar medicamentos para controlarem esses sintomas. O inchaço costuma reduzir em alguns dias e uma crosta vai surgir no local tratado. É normal que coçar e será recomendada uma pomada para amenizar esse sintoma.

A nova pele formada será rosada por várias semanas e será sensível à luz do sol. Será aconselhado voltar ao trabalho em duas semanas, evitar atividades que possam causar colisão com o rosto, evitar cloro e ingerir bebida alcoólica depois de um mês, quando não houver mais vermelhidão no rosto. A pele deve ficar protegida do sol até que haja pigmentação na região.

Em caso de piora na região, é preciso procurar o médico cirurgião imediatamente. É um sinal de que cicatrizes anormais podem estar se formando.

 

Custo do procedimento

Ao decidir fazer um procedimento cosmético e escolher um cirurgião plástico, tenha em mente que a experiência dele tem um preço e esse é um investimento que deve valer à pena.

É proibida a divulgação de preço de procedimento médico pelo Código de Ética Médica. Duvide apenas de procedimentos com preço baixo demais. O valor é determinado pelos custos gerais que a cirurgia envolve, como:

  • Gastos com equipe médica;
  • Honorários do cirurgião;
  • Custo de medicamentos usados durante a cirurgia;
  • Exames realizados durante a cirurgia.

 

 

Guia de perguntas ao médico cirurgião:

  • Ele é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
  • Se fez especialização em cirurgia plástica
  • Se tem licença da Vigilância Sanitária
  • Quantos treinamentos foram necessários passar até tirar a especialização
  • Qual o procedimento estético é recomendado
  • Como será feito o procedimento
  • Qual será o resultado
  • Opções caso fique insatisfeito com o procedimento
  •  Se acontecerem complicações, como serão tratadas